Associada da AACI publica artigo sobre Controle Interno Preventivo em revista do TCE-CE


A revista foi distribuída no IV Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas.



0
11
Associada durante o IV Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas. (Foto: arquivo pessoal).
A associada da Associação dos Auditores de Controle Interno do Estado do Ceará (AACI), Dimona Albuquerque Arraes Freire, publicou artigo visando investigar a essência preventiva do controle interno, com foco no gerenciamento de riscos nos processos. O trabalho foi publicado na Revista Controle – Doutrina e Artigos, do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE) que foi distribuída na última sexta-feira (19/10), no IV Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas.
A pesquisa que possui por titulo “Natureza Preventiva do Controle Interno no Setor Público”, foi elaborada em parceria com o Professor adjunto da Universidade Estadual do Ceará (UECE), PhD em Economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, Paulo César de Sousa Batista. No periódico pertencente ao TCE-CE, os artigos devem abordar assuntos relacionados às áreas: Direito Constitucional, Direito Administrativo, Finanças Públicas, Controle Externo, Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), Lei de Licitações e Contratos, Fiscalização das Organizações Sociais, Processo Administrativo, Contabilidade Pública, Auditoria Operacional, de Gestão e de Processos e temas afins.
O artigo tem o principal objetivo de investigar a essência preventiva do controle interno, com foco no gerenciamento de riscos nos processos, evidenciando as recomendações práticas para adoção de uma sistemática eficaz no setor público, e busca conhecer de forma antecipada, as situações que envolvam irregularidades, desvios e fraudes na utilização dos recursos públicos, e promover ações corretivas tempestivas.
Dimona é mestra em Planejamento e Políticas Públicas pela UECE, auditora de controle interno da Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado do Ceará (CGE), e orientadora da Célula de Gerenciamento de Riscos na Coordenação de Controle Interno Preventivo da CGE. Para a associada, “A consolidação da atividade de controle interno (CI) no País é recente. Porém, os republicanos já adotavam práticas de fiscalização dos recursos públicos. É importante evidenciar essa trajetória no debate público e no meio acadêmico. O CI aliado ao gerenciamento de riscos promove eficiência nos processos organizacionais, e potencializa a eficácia e efetividade das políticas públicas.”, afirma.
Durante o IV Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas, os participantes receberam o volume 15, n.2 da revista Controle – Doutrina e Artigos, com o estudo publicado. O Congresso teve como objetivo a melhoria contínua da gestão pública por meio da apresentação de estudos sobre a qualidade das políticas públicas. A sua 4ª edição ocorreu entre os dias 17 e 19 de outubro, em Fortaleza, no Centro de Eventos do Ceará, e foi realizada pelo Instituto Rui Barbosa (IRB) em parceria com o Tribunal de Contas do Estado.
Como resultado da investigação, foi identificada a trajetória do controle interno no setor público e, as diretrizes relevantes para a atuação preventiva nos processos organizacionais, elencadas por Glock, autor de “Sistema de controle interno na administração pública: orientação técnica para a estruturação e operacionalização de controles internos preventivos, baseados em avaliação simplificada de riscos”, tais como: a descentralização do controle, a visão sistêmica em sua implantação, a existência de pontos de controle claramente definidos, a realização da avaliação de riscos, a correta utilização de procedimentos de controle e um monitoramento sistemático.
 Para mais informações, tenha acesso ao artigo clicando aqui!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here